domingo, 5 de dezembro de 2010

Uma breve história

Foi nos anos 60, na Califórnia, que surgiu a prática de andar de Skate. Dizem que cansados de esperar a onda perfeita os surfista acharam uma forma de levar seu esporte para as ruas. No início o skate era bem primitivo: apenas uma tábua e quatro rodinhas. Mas, em pouco tempo, o “surf no asfalto”, como era chamado, virou febre entre os jovens e, assim, surgiram os primeiros skatistas. Era o império do "Free style".

Em 1965, se comercializaram os primeiros skates fabricados industrialmente e surgiram as competições. O esporte teve seu auge nos anos 70, mas com a principal revista sobre o assunto, a “Skateboader”, anunciando que ia cobrir assuntos sobre competições de Biker’s, o Skate perdeu visibilidade, muitos abandonaram o esporte e várias pistas fecharam.  Apenas os aficcionados pelo esporte permanceram. Esses skatistas passaram a andar nas ruas usando tudo o que achavam no cotidiano como obstáculo. Daí nasceu o "Street skate".

Com o racionamento de água dos anos 70, muitas pessoas tiveram que esvaziar suas piscinas e foi aí que os skatistas perceberam que as piscinas vazias seriam um ótimo obstáculo, surgindo assim o "Skate vertical".
Nos anos 80, o esporte volta ao seu auge com a inovação dos skates e a utilização das pistas em “U” – os "half pipes". O skate, então, volta a sua origem e aparecem vários nomes do skateboad mundial, como Tony Alva, Steve Caballero e Tom Sims, que contribuíram e muito para o progresso do skate.

Nenhum comentário:

Postar um comentário